A Academia da Cerveja e a Quinta Bica

Posted on August 6th, 2009 by Ricardo Antunes da Costa  |  1 Comment »

QuintaBica

A Academia da Cerveja é o novo point dos cervejeiros de Florianópolis. O bar, aberto no final de junho por Eli Coelho Jr (dono da famosa Padaria Metrópole, a Padoca) e seu sócio Eduardo Mattos, é especializado em cervejas artesanais e importadas, oferecendo uma excelente “carta de lúpulos” para os apreciadores da bebida.

Além da boa variedade, a Academia da Cerveja introduziu na região um novo conceito: A Quinta Bica. Todas as quintas-feiras, além das 4 choppeiras que servem os 4 chopps tradicionais da Eisenbahn (Pilsen, Pale Ale, Dunkel e Weizenbier), uma quinta choppeira oferece uma opção diferente: uma cerveja artesanal produzida pelos cervejeiros caseiros da região.

Desde sua inauguração, a Quinta Bica serviu os seguintes chopps:
Opus/Traíra Tripel – Uma cerveja produzida em parceria entre os cervejeiros caseiros Marco Zimmermann e Murilo Foltran, da Opus, e Max Prujansky da Traíra. Essa cerveja que fez sucesso na Brazil Brau 2009 inaugurou a 5ª Bica da Academia da Cerveja;
Traíra Wit – Uma sensacional Witbier produzida pelo cervejeiro Max Prujansky. Essa foi minha estréia na Quinta Bica, (como consumidor, é claro), e com grande estilo. Já tinha lido elogios à Traíra Wit anteriormente, e pude comprovar pessoalmente que eles não eram infundados;
Schornstein Imperial Stout – Essa excelente cerveja é fruto da parceria da cervejaria Schornstein com o premiado cervejeiro caseiro Rafael Tonera. Esse tipo de parceria é cada vez mais comum no Brasil, com ótimos resultados, como essa Imperial Stout;
Coruja Extra – A versão Extra da “cerveja viva” gaúcha foi servida em 23/07/2009. Infelizmente nessa data já me encontrava em Boa Vista-RR, e não pude comparecer;
Export Gold/Hell Pilsen – Por fim, na última 5ª feira de julho, foi servida na Academia essa cerveja de 5% ABV, do cervejeiro alemão Oliver Bonje. Novamente, por motivos profissionais, não pude conferir.

Atraídos pela oportunidade de degustar essas ótimas cervejas caseiras, os cervejeiros caseiros da Grande Florianópolis, que tradicionalmente se encontram às sextas-feiras na Padoca, estão começando a mudar o velho hábito. O que é mais um motivo para ir na Academia da Cerveja às quintas-feiras: além de poder experimentar cervejas exclusivas e diferentes toda semana, você pode conhecer o criador da obra, além de poder trocar idéias com outros cervejeiros e apreciadores da região.

Hoje é a vez do cervejeiro Filipe Costa apresentar sua Witbier, temperada com coentro, casca de laranja, noz moscada e gengibre. A abertura do barril será às 20 horas. Chegue cedo, pois o barril seca rapidinho. A Academia da Cerveja fica na rua Lauro Linhares, 624 – Loja 1, no Bairro Trindade.

PS: Esse não é um post pago, sou apenas um cliente satisfeito da Academia, que gostou muito da proposta oferecida pelo Júnior e pelo Eduardo: Um bar voltado aos apreciadores de boas cervejas.

Novidades da ACervA Catarinense

Posted on August 4th, 2009 by Ricardo Antunes da Costa  |  2 Comments »

Logomarca ACervA Catarinense

A ACervA Catarinense – Associação dos Cervejeiros Caseiros de Santa Catarina – foi fundada em 17 de maio de 2008, e tem como objetivos “resgatar a história, difundir a cultura e aprimorar a produção de cerveja artesanal, incentivando atividades relacionadas, promovendo encontros, palestras, cursos, concursos e degustações de cervejas artesanais.”

Desde sua fundação, a ACervA Catarinense organizou 2 workshops, em Pomerode e Joinville, em outubro de 2008 e maio de 2009 respectivamente, além de uma oficina cervejeira em Caçador em julho de 2009.  Além disso, participaram da Brasil Brau 2009, a maior feira da indústria cervejeira do Brasil, dividindo stand com a ACervA Carioca.

E semana passada a ACervA Catarinense nos trouxe duas novidades:  Desde sábado, 1° de agosto de 2009, estão abertas as inscrições para mais um Workshop Cervejeiro, desta vez realizado na capital catarinense, Florianópolis, que será realizado no em 15/08/2009.  Esse é o segundo workshop realizado em Floripa, sendo que o primeiro, em 2007, foi um dos primeiros passos para a criação da ACervA Catarinense.

Para esse workshop foram organizadas atividades e palestras tanto para principiantes, quanto para os cervejeiros mais experientes.  Dentre as atividades para os iniciantes inclui-se a produção de uma cerveja caseira, pelo cervejeiro caseiro Rafael Tonera, premiado em primeiro lugar no III Concurso Nacional de Cervejas Artesanais.

Além do Workshop, outra novidade é a nova Campanha de Sócios da ACervA Catarinense.  Cadastrando-se no site e contribuindo com o valor de R$ 60,00 referente ao 2° semestre de 2009, você pode ajudar a ACervA Catarinense a difundir a cultura cervejeira em Santa Catarina e no Brasil.  Mesmo quem ainda não fabrica sua cerveja caseira, mas aprecia as cervejas artesanais e quer participar desse movimento, como eu, pode se associar.

No Ar II – A Missão

Posted on August 2nd, 2009 by Ricardo Antunes da Costa  |  2 Comments »

Seja bem vindo à nova encarnação desse blog.  Depois de mais de 2 anos sem postar na antiga versão , resolvi começar um novo, do zero.  O teor do blog deve ser igual ao antigo, focado em assuntos que me interessam, como cerveja, futebol e outros.  O antigo será mantido no endereço http://blogs.antunesdacosta.net/ricardo/ para fins de arquivo.

Espero que dessa vez eu consiga manter o blog por mais tempo, sem interrupções.  O blog é uma excelente ferramenta para gosta de escrever, quem quer se expressar, e às vezes de desabafar.  Pode ser uma boa terapia.  Mas ao mesmo tempo, pode virar uma obrigação, uma fonte de stress.  Na medida em que o blog consegue leitores, o blogueiro começa a se sentir na obrigação de mantê-lo atualizado, com posts interessantes.

Esse foi um dos motivos que me levaram a abandonar o antigo blog.  Senti a pressão de ter que escrever sempre, especialmente sobre cervejas, que foi o assunto que me trouxe mais leitores (pelo menos pelos comentários).  Quando vi que outros blogs estavam preenchendo essa lacuna, e com muito mais competência, resolvi deixar pra eles essa missão.  Outro motivo foi à falta de tempo.  Minha vida profissional está bastante corrida, sobrando pouco tempo para assuntos pessoais, que prefiro aproveitá-lo longe do computador.

Porém, nesse período, sentia falta de poder escrever e desabafar no blog.  Sempre tive vontade de reativá-lo, e várias pessoas, ao longo desse período, me incentivou a fazê-lo.  Recentemente, porém, uma conversa que tive com o Marco Zimmermann, cervejeiro caseiro e presidente da ACervA Catarinense, foi fundamental para esse retorno.

Apesar de não ter mais escrito em meu blog, não parei de me interessar pelas cervejas artesanais.  Continuei lendo, provando, e buscando conhecer mais sobre o assunto.  Nesse período, o movimento dos cervejeiros caseiros no Brasil começou a crescer e a se organizar, com o surgimento das Carioca, Paulista, Gaúcha, Mineira, Catarinense e Paranaense.

Conheci o Marco e o pessoal da ACervA Catarinense no ano passado, na famosa Padoca, ponto de encontro dos cervejeiros caseiros da capital catarinense.   Fui algumas vezes na Padoca, e mais recentemente na Academia da Cerveja , (bar especializado em cervejas artesanais e importadas, que tem como um dos sócios o Júnior, dono da Padoca e entusiasta das cervejas artesanais).

Foi na Academia que o Marco me incentivou a voltar a escrever no blog, dizendo que seria importante ter alguém que escrevesse sobre o movimento cervejeiro da capital.  Eu gostei da idéia, e resolvi tentar, afinal não se pode recusar um pedido do presidente :) .  Não escreverei só sobre esse assunto, mas acredito que ele deva predominar nessa nova encarnação do blog.

Bem, espero que vocês gostem. A casa ainda está um pouco bagunçada, mas aos poucos tudo entra nos eixos.

Abraços.

 

Bad Behavior has blocked 8 access attempts in the last 7 days.