A Academia da Cerveja e a Quinta Bica

QuintaBica

A Academia da Cerveja é o novo point dos cervejeiros de Florianópolis. O bar, aberto no final de junho por Eli Coelho Jr (dono da famosa Padaria Metrópole, a Padoca) e seu sócio Eduardo Mattos, é especializado em cervejas artesanais e importadas, oferecendo uma excelente “carta de lúpulos” para os apreciadores da bebida.

Além da boa variedade, a Academia da Cerveja introduziu na região um novo conceito: A Quinta Bica. Todas as quintas-feiras, além das 4 choppeiras que servem os 4 chopps tradicionais da Eisenbahn (Pilsen, Pale Ale, Dunkel e Weizenbier), uma quinta choppeira oferece uma opção diferente: uma cerveja artesanal produzida pelos cervejeiros caseiros da região.

Desde sua inauguração, a Quinta Bica serviu os seguintes chopps:
Opus/Traíra Tripel – Uma cerveja produzida em parceria entre os cervejeiros caseiros Marco Zimmermann e Murilo Foltran, da Opus, e Max Prujansky da Traíra. Essa cerveja que fez sucesso na Brazil Brau 2009 inaugurou a 5ª Bica da Academia da Cerveja;
Traíra Wit – Uma sensacional Witbier produzida pelo cervejeiro Max Prujansky. Essa foi minha estréia na Quinta Bica, (como consumidor, é claro), e com grande estilo. Já tinha lido elogios à Traíra Wit anteriormente, e pude comprovar pessoalmente que eles não eram infundados;
Schornstein Imperial Stout – Essa excelente cerveja é fruto da parceria da cervejaria Schornstein com o premiado cervejeiro caseiro Rafael Tonera. Esse tipo de parceria é cada vez mais comum no Brasil, com ótimos resultados, como essa Imperial Stout;
Coruja Extra – A versão Extra da “cerveja viva” gaúcha foi servida em 23/07/2009. Infelizmente nessa data já me encontrava em Boa Vista-RR, e não pude comparecer;
Export Gold/Hell Pilsen – Por fim, na última 5ª feira de julho, foi servida na Academia essa cerveja de 5% ABV, do cervejeiro alemão Oliver Bonje. Novamente, por motivos profissionais, não pude conferir.

Atraídos pela oportunidade de degustar essas ótimas cervejas caseiras, os cervejeiros caseiros da Grande Florianópolis, que tradicionalmente se encontram às sextas-feiras na Padoca, estão começando a mudar o velho hábito. O que é mais um motivo para ir na Academia da Cerveja às quintas-feiras: além de poder experimentar cervejas exclusivas e diferentes toda semana, você pode conhecer o criador da obra, além de poder trocar idéias com outros cervejeiros e apreciadores da região.

Hoje é a vez do cervejeiro Filipe Costa apresentar sua Witbier, temperada com coentro, casca de laranja, noz moscada e gengibre. A abertura do barril será às 20 horas. Chegue cedo, pois o barril seca rapidinho. A Academia da Cerveja fica na rua Lauro Linhares, 624 – Loja 1, no Bairro Trindade.

PS: Esse não é um post pago, sou apenas um cliente satisfeito da Academia, que gostou muito da proposta oferecida pelo Júnior e pelo Eduardo: Um bar voltado aos apreciadores de boas cervejas.

Tags: , ,

One Response to “A Academia da Cerveja e a Quinta Bica”

  1. Laner says on :

    boa dica, latino.
    fico esperando a proxima quinta bica ;)

 

Bad Behavior has blocked 115 access attempts in the last 7 days.